Promoção!

Allan Kardec – O Druida Reencarnado

R$21,50 R$15,00

Este livro há de surpreender aqueles que achavam que sobre o Codificador do Espiritismo nada mais havia para dizer. O leitor vai conhecer sobre Celtas e Druidas; o Druidismo e a Doutrina Espírita; as Reencarnações de um Druida, e um Dolmen para Kardec.

REF: 8573531576 Categorias , , ,

Descrição

Autor: Eduardo Carvalho Monteiro
Categoria: Biografia
ISBN: 8573531576
Número de Páginas: 252

À sombra do carvalho divino, os legionários romanos, após a derrota de Vercingétorix, ergueram a estátua do deus Dionysius, também conhecido pelo nome de Bacchus, deus das selvas, das campinas, das uvas, dos trigais, amante da rusticidade e da liberdade. E, de conformidade com o costume dos conquistadores, inscreveram uma legenda latina ao pé do monumento. Supõe-se que rezava assim: Dionysio Rústico Eleuthero, com a significação de Dioniso campestre em liberdade. O povo deturpou os nomes: Dionysius sofreu a evolução simplificativa Diony-sio-Dionys-Denis. Ardente, latinização de “ard-nae”, mata grande, simplificou-se em “ard”. É interessante de se registrar que segundo a revelação dos espíritos, de que a encarnação como druida, de Allan Kardec, teria ocorrido ao tempo de César, o Codificador também terá sido contemporâneo de Vercingétorix e – quem sabe? – ter participado da construção da famosa estátua que viria séculos depois tomar como seu próprio nome.
Com a introdução do Cristianismo, surgiram três santos: Denis, Rústico e Eleutério. Caso tenha sido intenção perspícua dos pais de Rivail reverenciarem a origem céltica dos franceses ou render homenagem a um desses santos, seu rebento terá sido consagrado a “Denis-Ard”, Protetor Espiritual da França. Se admitirmos a hipótese de “coincidência”, ou tiver sido uma escolha pela estética do nome, o que nos parece uma explicação mais plausível, poderemos, então, enveredar para uma justificação jungiana. A ideia básica das teorias de Carl Gustav Jung é a dos arquétipos como padrões de comportamento instintivo, ou seja, as marcas fortes das repetições de experiências grafam dentro de nossa constituição psíquica os arquétipos que podem ressurgir de tempos em tempos. Em outras palavras, as situações vividas pela humanidade no decorrer dos milênios foram-se sedimentando em seu psiquismo de modo a instintivamente fazer parte de seu inconsciente coletivo. Trazendo a teoria para o plano individual, quando de sua reencarnação, o Espírito poderia trazer na forma de “coincidências” fragmentos de suas vidas passadas como, no caso presente, o nome ligado às origens druidas de Kardec? Parece fantástico? Não queremos concluir, apenas expor ideias e deixá-las à reflexão dos leitores.

Informação adicional

Peso 0.370 kg
Dimensões 16 x 23 x 1.5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Allan Kardec – O Druida Reencarnado”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *